Nostalgia Sempre

perguntas? ...   Jordanna Monteiro Casara, 18 anos . Porto Velho-Ro .''Só quem me conhece a fundo sabe. É que sou o tipo de gente que todo mundo pensa que conhece. Mas se enganam feio. Pouquíssima gente me desvenda. Mostro só o que quero. Não por maldade, mas por proteção''

"Oi meu amor, hoje íamos completar 1 anos e 4 meses de namoro caso estivéssemos juntos. Vou falar do nosso namoro, o namoro que no inicio era tudo belo, e aliás acabou belo, porque você que o deixava belo. O namoro que me fez crescer, a amadurecer, a deixar de ser um menino que a cada mês estava com uma mulher diferente, e que aprendeu a amar, e a ver como é incrível amar e ter sou uma princesa. O nosso namoro nunca foi um mar de rosas, a cada semana tínhamos uma briga diferente e por motivos diferentes que acabaram desgastando, na verdade eram brigas geradas pelo teu excesso de cuidado, de amor e de ciúmes de mim. Onde na verdade eu não via, só via um mulher chata gritando no meu pé do ouvido e mandando em mim. E friamente acabei com a mulher da minha vida por não enxergar que ela só queria o meu bem e cuidar de mim. Depois de tanto tempo que esse orgulhoso aqui abriu a boca e realmente assumiu o quanto erra errado, o quanto não te mereceu, o quanto foi tolo por ter perdido a mulher que jamais encontrarei em lugar nenhum desse planeta por ser tão imaturo. Porra, como eu pude fazer isso? Te fazer sofrer tanto?, te arrancar soluços de choro por ver você ligando desesperada pedindo pra voltar e eu aos braços de outras. Mas o tempo se passou meu amor, e você continuou sua vida, seus olhos não brilhavam mais como brilhavam antes mas você foi forte. Você sumiu, não te via mas em redes sociais, e nem naquele velho barzinhos das sextas feiras no centro histórico. Perguntava de você a suas amigas e elas só me xingavam, mandam eu te esquecer. Meus 10 segundos bateram, alias, demoraram exatamente 27 dias sem você para que eu percebesse o quanto você era especial para mim. O quanto seu sorriso bobo, que eu chamava de “sorrisinho de urso”, era importante para mim. O quanto sua voz irritante como eu achava no namoro na verdade era como um som suave aos meus ouvidos. O quanto a tua presença, o teu cuidado, as tuas reclamações e gritos eram especiais e só me botavam para frente. Toquei-me tarde demais meu amor, porque exatamente na sexta feira, a mesma que eu me programei pra te procurar e ir falar contigo foi à mesma que dormir chorando por saber do acidente que você sofreu. Amor na minha cabeça passava tanta coisa. Peguei o carro desesperado, chorando, gritando a Deus “Mentira Deus, mentira” e corri para o Trauma onde levaram você pra realmente saber o que tinha acontecido, e dei de cara com o choro de sua família e a cabeça do seu pai acenando como um “Não”. Um não de dor, um não dizendo que você não tinha sobrevivido. Eu corri para os braços da sua família como uma criança corre para os braços dos seus pais e não falei nada, só chorei. Amor eu passei a noite inteira lá esperando seu corpo ser liberado, foi eu que liguei para a funerária, foi eu que encomendei o seu caixão, foi eu amor… Amor eu não sei como eu tive tanta força, mas parecia que você estava lá, estava ao meu lado dizendo “fica comigo ate o fim.” Amor no outro dia no seu velório eu ainda não tinha te visto, e quando você entrou naquele caixão todo coberta com flores parecia que você estava dormindo, estava tão linda que minha eu não conseguia acreditar que você estava realmente morta, eu gritava a Deus “Me acorda desse pesadelo”, amor passei seu velório inteiro ao seu lado, te observado parecia que você estava dormindo ao meu lado do jeito que você dormia e eu ficava te olhando. Minhas lagrimas não param de cair. Eu ainda sentia o teu cheirinho, o cheiro do seu perfume o cheiro do seu cabelo. Amor que difícil foi aquilo, parecia que estavam apunhalando meu coração. A dor foi maior quando vi ser corpo sendo enterrado e ali eu tive que dar meu ultimo adeus. Amor, agora estou aqui depois de 10 dias depois de sua morte cansado, abatido, com uma dor no coração que parece nunca mais será curada, ainda vejo suas fotos aqui no seu perfil e parece que estou lhe esperando entrar no chat e dizer “Mozão, vamos para onde hoje?” mas você não vai entrar, você não vai postar aquela foto linda que vai me matar ciúmes, você não vai mais gritas no telefone comigo, você não vai esta mais aqui e eu estou enfermo porque você levou uma parte de mim. Eu só queria ir com você, porque não vejo mais sentido de esta aqui, eu só quero que Deus me ajude com essa dor e te mande todos os dias nos meus sonhos, porque só assim eu vou poder te ver. Perdoa-me por tudo amor. Você foi minha, é minha, e o teu lugar jamais será preenchido por alguém."
Postado No Facebook  (via renunciador)

(via renunciador)

— há Há 1 semana com 4685 notas